A ilha de Syros é o tesouro do Egeu

Parece que tudo em Syros foi projetado para nos surpreender. Não há nada nesta ilha, que fica no centro do arquipélago das Cíclades, que seja comum. Syros estava entre as muitas ilhas do Mar Egeu incluídas no Estado da Grécia que começava a nascer em 1832. A bela cidade portuária de Ermoupoli, onde está sediada a prefeitura, foi construída na década de 1820 durante o período da Guerra da Independência Grega. Ela teve um longo período de prosperidade, o que ficou refletido em sua rica arquitetura neoclássica. É inegável que Grécia também é sinônimo de história antiga: o nome Syros vem do fenício e significa bênção ou riqueza; até Homero fez menção à ilha. Havia piratas, sarracenos, venezianos, o Barba-Ruiva… e muitos outros. Quando a Revolução Grega eclodiu em 1821, Syros acolheu os refugiados gregos das ilhas do Egeu ainda sob ocupação otomana, como Chios e Psara, e esses recém-chegados enriqueceram muito Ermoupoli, que assumiu a imagem e a atmosfera de pequena cidade da Europa Ocidental. Ainda hoje, a cidade se mantém como um dos lugares mais incomuns das ilhas gregas. Ao se aproximar do mar, você notará que duas grandes colinas dominam o porto: uma é a cidade velha de Ano Syros, com sua catedral católica de São Jorge do século XIII no topo (sob o domínio otomano, a maioria dos habitantes era católica). A outra colina é coroada com uma igreja ortodoxa grega. Na cosmopolita Syros, os católicos e os ilhéus ortodoxos celebram a Páscoa no mesmo dia.

Consulte Mais informação

Ver todos os cruzeiros para Syros

Porto de Ermoupoli

Ermoupoli surge do mar como uma visão cinematográfica da perfeição paradisíaca do Mediterrâneo. Contrastando com o visual “clássico” das ilhas das Cíclades – casas cubiformes pintadas de branco de frente para o oceano –, seus edifícios sublimes exibem um legado arquitetônico incomumente rico e orgulhosamente eclético. Nenhuma cidade antiga é como esta… Ela foi literalmente criada por refugiados gregos no século XIX, uma população que pode ser descrita como um povo perseguido, mas ambicioso, que se livrou das adversidades para seguir seus sonhos. Ao fazê-lo, esse povo transformou uma cidade insular outrora obscura no principal centro comercial do leste do Mediterrâneo e um dos centros intelectuais mais prestigiados da Grécia moderna. Durante muito tempo, Ermoupoli foi o principal centro de expedições, indústria e comércio no novo Estado da Grécia. O impressionante Estaleiro Neorio, que desempenhou um papel importante na história industrial da Grécia, fica à sua direita, enquanto a Akti Ethnikis Antistaseos, de frente para o porto, está repleta de cafés, lojas e restaurantes de todos os tipos. (Se estiver a fim de frutos do mar, é fácil acertar; se prefere pizza ou massa, o Amvix – no número 26 – é o melhor restaurante italiano em Syros.) Perto do calçadão da orla, você encontrará a igreja da Assunção de Maria, que é despretensiosa por fora, mas tem uma obra icônica de El Greco no interior.

Praça Miaouli

Caminhe pela Rua Eleftherios Venizelos, que começa no Monumento Nacional da Resistência, e você atravessará a rua comercial Petrou Protopapadaki. Esta bela rua curva é pavimentada com mármore e um breve passeio por aqui convencerá você de que Ermoupoli, assim chamada em referência ao antigo deus grego do comércio e das viagens, Hermes, faz jus ao nome. Entre em uma padaria para experimentar algumas das especialidades de Syros, como o logboumi, uma espécie de marshmallow vendido em caixas de presente, as halvadopites (tortas de torrone) ou os pastelaries (figos secos com gergelim). Se seu apetite é pela história, você deve ir à Praça Miaouli, uma ampla praça com edifícios neoclássicos, que tem como peça central a prefeitura de Ermoupoli, concluída em 1891 e projetada pelo arquiteto Ernst Ziller. Há ainda o pequeno museu arqueológico da ilha, que traz achados que vão do período pré-histórico ao fim dos tempos romanos. Como um destino gastronômico rivalizado talvez apenas por Mykonos, Syros atrai muitas pessoas para seus restaurantes, como o Avant Garden, que serve culinária criativa do Egeu em uma espécie de jardim, enquanto o belo Mazi recebe elogios por sua gastronomia grega diferenciada.

Vaporia (Pequena Veneza)

Desviando um pouco da grandiosidade da Praça Miaouli, você pode chegar a outra parte elegante e talvez mais charmosa da cidade: o distrito de Vaporia (também chamado de Pequena Veneza, mas que não deve ser confundido com a “Pequena Veneza” de Mykonos). Você passará pelo famoso Teatro Apollon, um teatro-ópera municipal concluído em 1864 e inspirado no La Scala de Milão. Pouco depois, você estará em um bairro tranquilo onde moram proprietários de embarcações, com casas de varandas acentuadas, mísulas de mármore e enormes portas esculpidas em madeira. Muitas das casas contornam a orla. A bem da verdade, quando você chegar à igreja de São Nicolau, com sua grande cúpula azul (você consegue enxergá-la ao se aproximar do porto ainda no navio), você pode até descer uma ladeira que leva à charmosa praia “urbana” de Asteria. Lá você pode tomar um café, fazer um lanche ou comer uma salada no café-bar da praia, que leva o mesmo nome. Além disso, você pode ceder à tentação e fazer como os habitantes locais: dar um rápido mergulho nas águas calmas azul-celeste, tendo como pano de fundo os elegantes prédios de Vaporia.

Ano Syros

Assim como Paris tem a colina de Montmartre com a catedral de Sacré-Coeur no topo, Ermoupoli tem o Ano Syros, também chamado de Apano Hora (Cidade Alta), onde fica a Basílica de São Jorge desde 1598. Esta é uma parte muito antiga da cidade, fundada como um assentamento veneziano em 1200. Centro da comunidade católica na ilha, Ano Syros também abriga um mosteiro jesuíta e um mosteiro capuchinho, este último com a igreja de San Giovanni, do século XVII. Foi também o lar de Márkos Vamvakáris, famoso músico grego do século XX considerado o patriarca da rebetiko, um tipo de música urbana grega popular. Vale a pena considerar uma curta corrida de táxi (cerca de cinco euros) saindo do porto para poupar o tempo de ter de enfrentar as subidas íngremes de Ano Syros. No entanto, depois de chegar, sua recompensa será contemplar as ruas estreitas de paralelepípedos que transportarão você outra para época. Além disso, você poderá apreciar a vista deslumbrante do porto de Ermoupouli e das ilhas de Tinos e Mykonos, que ficam nas proximidades. Observado do alto, seu tesouro é esse mosaico cultural incrivelmente rico de Syros, permeado de herança e orgulho gregos revolucionários.

Nossos melhores cruzeiros

Começando de
$359
3 Noites

Sailing: 2 junho 2021

Egeu Idílico – 3 Noites

Começando de
$499
4 Noites

Sailing: 29 maio 2021

Egeo Idílico – 4 Noites

Começando de
$729
7 Noites

Sailing: 29 maio 2021

7 noites de cruzeiro Idílico Egeu

Começando de
$729
7 Noites

Sailing: 24 abril 2021

Cruzeiro de 7 noites Egeu Idílico

Começando de
$819
3 Noites

Sailing: 29 outubro 2021

Cruzeiro de 3 noites Egeu Icônico

Começando de
$1299
7 Noites

Sailing: 16 outubro 2021

Cruzeiro de 7 noites Passos de São Paulo

Começando de
$1019
7 Noites

Sailing: 4 dezembro 2021

Cruzeiro de 7 noites Três Continentes

Começando de
$1019
7 Noites

Sailing: 30 outubro 2021

Cruzeiro de 7 noites Egeu Eclético

Começando de
$729
7 Noites

Sailing: 29 maio 2021

Cruzeiro de 7 noites Egeu Idílico

Começando de
$599
4 Noites

Sailing: 8 novembro 2021

Cruzeiro de 4 noites Descoberta Icônica

Começando de
$819
4 Noites

Sailing: 15 março 2021

Cruzeiro de 4 noites Egeu Icônico

Começando de
$489
3 Noites

Sailing: 19 novembro 2021

Cruzeiro de 3 noites Descoberta Icônica